A campanha educacional

O Enfarte Agudo do Miocárdio, o vulgarmente chamado “ataque cardíaco”, é uma verdadeira emergência médica. Conhecer e compreender os sinais de um enfarte e agir o mais rapidamente possível pode ser decisivo para salvar uma vida! 

Mais de dois terços da população portuguesa não conhece quais são os sintomas de Enfarte Agudo do Miocárdio. E somente um terço dos doentes utiliza o Número Europeu de Emergência - 112, para ser encaminhado para um hospital e ter a assistência médica mais adequada.

A campanha “NÃO PERCA TEMPO. SALVE UMA VIDA - o enfarte não pode esperar”, integrada na Iniciativa Europeia Stent for Life, foi trazida para Portugal pela Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), organização que integra a Sociedade Portuguesa de Cardiologia. O objetivo é sensibilizar a população para os sinais e sintomas do Enfarte e para a necessidade de ligar 112, diminuindo assim o número de mortes provocadas por esta doença.

 

CONHECA OS SINTOMAS

1 - CONHECA OS SINTOMAS

Os sintomas mais comuns de um enfarte do miocárdio são:

Dor no peito por vezes com irradiação ao braço esquerdo, costas e pescoço, podendo ser acompanhada de:

Suores, Náuseas, Vómitos, Falta de ar e Ansiedade.

Por vezes, sobretudo nas mulheres, os sintomas podem manifestar-se por falta de ar, fraqueza, sensação de indigestão e fadiga.

Os sintomas de enfarte podem variar de pessoa para pessoa. Um enfarte do miocárdio pode não ser repentino – pode ocorrer gradualmente, ao longo de vários minutos.

Os sintomas normalmente duram mais de 20 minutos mas também podem ser intermitentes.

 

NAO PERCA TEMPO

2 - NAO PERCA TEMPO

Conhecer e compreender os sinais de um enfarte permite agir rapidamente e procurar ajuda médica. A rapidez é fundamental para o sucesso do tratamento. A cada minuto que passa o risco de morte aumenta.

 

LIGUE 112

3 - LIGUE 112

Ligue o número europeu de emergência - 112.

O 112, através do INEM, tem um serviço de atendimento permanente que com algumas perguntas simples permite perceber e identificar os sintomas, garantindo um melhor tratamento da situação.

As ambulâncias do INEM estão equipadas com aparelhos que registam e monitorizam a actividade do coração. Este equipamento permite diagnosticar o enfarte e encaminhar o doente para o hospital mais indicado. Em caso de enfarte, não deve tentar chegar a um hospital pelos seus próprios meios.

 

RECEBA O TRATAMENTO ADEQUADO

4 - RECEBA O TRATAMENTO ADEQUADO

Receber o tratamento mais adequado, o mais depressa possível, vai reduzir o risco de mortalidade, reincidência de enfarte e prevenir problemas a longo prazo. O tratamento mais eficaz para um dos tipos mais comuns de enfarte é a angioplastia primária, que tem como objectivo reabrir as artérias obstruídas e restaurar a circulação sanguínea no miocárdio.

É fundamental que este procedimento seja efectuado o mais cedo possível. Idealmente até 90 minutos após início dos sintomas.A angioplastia primária faz-se com a colocação de um cateter na artéria obstruída, através do qual se introduz um balão que quando insuflado permite a abertura da artéria e restabelecimento do fluxo sanguíneo.

Na maioria das vezes, este procedimento é complementado com a colocação de um stent, dispositivo médico composto por uma pequena malha metálica que mantém o vaso aberto. Após a realização do tratamento, a dor diminui de intensidade e os sintomas aliviam de imediato.

A campanha educacional